sábado, 24 de março de 2007

Ano III

Foi como de costume, numa noite de terça-feira chuvosa, que o Conversando Literaturas abriu 2007 apresentando João, o Guimarães Rosa, através de - quem diria, e quem dirá até - Meloni, aquele Otavio infame do primeiro ciclo, num bate-papo agradável em sala refrigerada do bloco C, no campus do Gragoatá. Mas e o Bandeja?

Na abertura deste quarto embate lá estávamos nós, os mesmos Max Heleno, Fabiano Morais, Ivan Kano e o responsável por estas linhas, perfilados elegantemente em fardões umedecidos pelos humores dos trópicos, a refrescar nossos corpos combalidos no ar-condicionado do Sr. Ismael Coutinho, também presente em espírito e em forma retangular, impresso em placa de metal com dizeres póstumos em douradas letras. Com alegria constatamos a eficácia dos cartazes espalhados por toda a Niterói num raio de um quarteirão, haja vista o quórum reunido àquela noite e, para completar a magia do encontro, foi com prazer que sentimos, aliviados, algumas ausências que já se tornaram folclóricas.

Era nossa propósito, após recesso de razoável duração, reportar as antigas tertúlias, trazer novamente à baila os vagabundos iluminados, os labirintos transformados em bibliotecas infinitas e os coelhinhos vomitados que se perderam pelo caminho, como uma maneira de talvez abrir trilha por entre a mata ainda cerrada de Guimarães Rosa, à espera de um "desenredo". Pois estávamos lá, como estávamos nos últimos dias de agosto de 2005, juntos mais uma vez para - o que mais - Conversar Literaturas e, para não fugir à regra, molhar as palavras. Assim voltamos, dispostos ainda e com novo arsenal de piadas mal-afamadas e discussões nada civilizadas que devem acabar com um dedo na cara, um sinal para o garçom - e um "tâmujunto" silabado, bem ao gosto da turma.

"Amável o senhor me ouviu, minha idéia confirmou que o Diabo não existe. Pois não? O senhor é um homem soberano, circunspecto. Amigos somos. Nonada. O diabo não há! É o que eu digo, se for... Existe é homem humano. Travessia."
----------------------------------------------------------------------------------

TMJ.

2 Comentários:

Blogger Ivan Takashi disse...

uma noite de resgates, nós ali sob o ar refrigerado insistindo em Conversar, mas agora tinha um ar de coisa-feita-e-assentada, com passado a se contar e um futuro a ser contado. Guima que nos aguarde, porque nós já aguardamos muito por ele.
tmj.

25 de março de 2007 12:55  
Blogger Máximo Heleno Lustosa da Costa disse...

Começo a segunda-feira, quem diria?, com um belíssimo presente. Este blog será a continuação daquela sala, daquela mesa de bar, daquelas boas Conversas. Será a possibilidade de aplaudir continuada...

Parabéns, Marlon. Vamos, agora, tentar reunir, em ordem cronológica, se possível, tudo - liguem para O Globo, a Cult, o JB -o que já foi dito, escrito e pensado sobre o conversando...

Grande abraço e tmj.

26 de março de 2007 04:36  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial